Hepatoprotetores: uma lista de medicamentos com eficácia comprovada

A natureza é projetada para que o corpo humano trabalhe harmoniosamente, como um relógio. Mas fatores externos negativos (má ecologia, estresse, maus hábitos, sedentarismo, alimentos de baixa qualidade) têm um efeito negativo sobre a saúde.

O fígado é um órgão particularmente vulnerável, responsivo a efeitos adversos. Para mantê-lo em condições de trabalho para pessoas que sofrem de doenças congênitas ou adquiridas, como a hepatite C, bem como aqueles que não conseguem se livrar de maus hábitos (alcoolismo, dependência de drogas, fumo), os médicos recomendam tomar regularmente hepatoprotetores para o fígado.

Quando os hepatoprotetores são uma necessidade vital

As razões para tomar medicamentos hepatoprotetores podem ser as seguintes doenças e fenômenos:

  1. Doença hepática, desencadeada pelo abuso de álcool. Neste caso, primeiro, devido ao uso regular de bebidas alcoólicas, a degeneração gordurosa do órgão se desenvolve e o fígado aumenta de tamanho. A fase final do processo é o desenvolvimento da cirrose. Infelizmente, esta doença é caracterizada por sintomas de baixa intensidade. Diagnostica-se, por via de regra, não nas etapas iniciais e trata-se por muito tempo.
  2. Hepatite viral de diferentes formas (A, B, C, D, E). A doença se desenvolve devido à falta de higiene pessoal ou como resultado do contato direto com o sangue de uma pessoa infectada. O curso da doença pode ter uma forma diferente. A forma fulminante é especialmente perigosa quando o paciente desenvolve cirrose e depois necrose, o que é fatal.
  3. Hepatite medicinal. A causa da doença - uso a longo prazo descontrolado de certas drogas. A velocidade da doença pode variar de várias décadas a vários dias. Tudo depende das características individuais do organismo.
  4. Doença Gordurosa A causa da doença é o abuso de alimentos gordurosos e excessivamente condimentados. Com hepatois gorduroso, as células eficientes do órgão rapidamente morrem. No local das células mortas, cicatrizes são formadas, contribuindo para o desenvolvimento e progressão da cirrose. Os melhores hepatoprotetores, criados pelos especialistas de laboratórios farmacêuticos, ajudarão a lidar com a doença.
  5. Alterações patológicas no tamanho do fígado devido ao envenenamento por toxinas ou substâncias tóxicas. O corpo pode crescer em tamanho como resultado de desnutrição.
  6. Depois de passar por quimioterapia. Drogas anticâncer afetam negativamente o sistema linfóide, inibindo o processo de divisão celular miótica. Os hepatoprotetores da nova geração ajudam a restaurar a saúde do órgão, eles ativamente removem substâncias tóxicas do fígado.

Classificação de medicamentos modernos para o tratamento do fígado

Preparações eficazes para o fígado, que os médicos recomendam hoje aos pacientes, podem ser divididas nos seguintes grupos:

  • Hepatoprotetores de origem vegetal.
  • Aminoácidos.
  • Drogas de origem animal.
  • Suplementos e vitaminas.
  • Remédios homeopáticos.
  • Fosfolipídios essenciais.

Vamos considerar com mais detalhes cada um dos grupos.

Remédios de ervas

Os hepatoprotetores de ervas são drogas eficazes que são capazes de se ligar aos radicais livres, interrompendo os processos de oxidação de gordura. Eles contribuem para a estabilização da membrana das células do fígado.

O principal ingrediente ativo de tais medicamentos é o cardo de leite. Além disso, as seguintes plantas podem ser incluídas:

Qualquer medicamento à base de ingredientes à base de plantas possui poderosas propriedades oxidativas. Ele restaura bem a membrana celular e estimula o crescimento de novas células.

Muitas vezes, para o tratamento de doenças do fígado, os pacientes são prescritos hipoprotetores, que incluem: alcachofra e óleo de semente de abóbora. Tais drogas podem proteger o fígado de efeitos externos e internos negativos. Eles melhoram rapidamente o trabalho do corpo e restauram a estrutura das células, proporcionando um efeito benéfico sobre o estado de todo o corpo humano como um todo.

Por favor note: no tratamento de formas avançadas da doença, as preparações à base de plantas são ineficazes. Eles são nomeados apenas como adjuvantes para terapia complexa.

Aminoácidos

As preparações de aminoácidos estão ativamente envolvidas na síntese de fosfolipídios. Toda ferramenta moderna com aminoácidos tem um efeito redutor. Os medicamentos deste grupo são indicados para o tratamento da hepatite infecciosa crônica.

Por favor note: o efeito de drogas de aminoácidos é expresso apenas quando administrado por via intravenosa. No caso de medicação pré-oral, o medicamento é mal absorvido, razão pela qual o efeito da medicação é significativamente reduzido.

Durante o uso de tais agentes, um efeito anti-depressivo pronunciado é observado, devido ao fato de que os ingredientes ativos da droga ativamente quebram as gorduras e as removem do fígado, ajudando a limpar o corpo. Drogas neste grupo são eficazes para o tratamento da síndrome de abstinência, hepatite viral crônica, hepatotoxic danos no fígado, como resultado de tomar antibióticos e álcool.

Hepatoprotetores de origem animal

Tais hepatoprotectores na hepatite C e no tratamento de outros tipos da doença são tomados apenas com receita médica.

Por favor note: produtos de origem animal são usados ​​apenas para o tratamento de doenças, e não para prevenção. Medicamentos ativam o processo de circulação do sangue no tecido do fígado e retardam a formação de tecido conjuntivo. Os hepatoprotetores modernos de origem animal são usados ​​em terapia complexa: degeneração gordurosa, hepatite crônica, cirrose.

Suplementos e vitaminas

A recepção de suplementos dietéticos e vitaminas pode começar-se só depois da consulta do médico assistente. A lista de hepatoprotetores, medicamentos com eficácia comprovada, não é muito ampla. Portanto, escolhendo uma ferramenta você mesmo, você tem a chance de se deparar com um produto de baixa qualidade e ineficaz, que só pode prejudicar sua saúde.

O mecanismo de ação dos suplementos alimentares e vitaminas visa proteger as células e tecidos dos efeitos nocivos das drogas e do álcool. No entanto, deve ser lembrado que o tratamento da hepatite aguda em alguns pacientes pode causar um agravamento do curso da doença. Levá-los apenas sob a supervisão de um médico, devido ao fato de que uma concentração excessiva de vitaminas pode levar a um desequilíbrio de substâncias no corpo humano. Como resultado, pode haver o risco de desenvolver patologias como: a formação de cálculos no fígado e na pelve renal, uma violação da microflora da membrana mucosa dos órgãos do aparelho geniturinário. A perda de cabelo e a pele seca também podem ser observadas.

Preste a atenção: segundo os peritos, as preparações da produção doméstica têm a dosagem ótima. Em comparação com suplementos dietéticos estrangeiros e complexos vitamínicos, os análogos domésticos são caracterizados não apenas por um mínimo de aditivos aromatizantes, mas também por um custo aceitável.

Remédios homeopáticos

Na lista de hepatoprotetores, drogas que já comprovaram sua eficácia, os remédios homeopáticos de origem vegetal ocupam um lugar de destaque. A base de suas fórmulas são plantas medicinais naturais. No mercado farmacêutico do nosso país, são apresentados principalmente medicamentos homeopáticos de fabricação alemã.

Eles são capazes de fornecer um forte apoio ao fígado e efetivamente eliminar os sintomas de danos. A única desvantagem deste grupo é que eles não podem ser usados ​​no caso de intolerância individual aos componentes. Ou seja, os fundos desse grupo praticamente não são usados ​​para o tratamento de doenças do fígado em pacientes que sofrem de reações alérgicas.

Fosfolipídeos Essenciais

As drogas deste grupo pertencem à classe de lipídios altamente especializados, são ésteres. Os componentes ativos de tais drogas podem ter um efeito positivo no processo de coagulação do sangue. Eles também estão ativamente envolvidos no transporte de gorduras, colesterol e nos processos de regeneração das membranas celulares.

As preparações deste grupo na medicina usam-se principalmente no tratamento da degeneração gordurosa do fígado, coma hepatic, hepatite aguda e crônica, cirrose e necrose.

Os fosfolipídios essenciais são hepatoprotetores da nova geração, no momento em que a lista desses medicamentos não é muito ampla. No entanto, os médicos notaram que melhoram significativamente o índice funcional do sistema enzimático do fígado, restaurando processos metabólicos e cuidando da preservação da estrutura celular.

Uma desvantagem significativa desse grupo de drogas é que elas são contra-indicadas para pessoas com hipersensibilidade aos ingredientes ativos das drogas. Os hepatoprotetores essenciais para a hepatite C são, de longe, o melhor remédio que alivia a condição dos pacientes.

Drogas nova geração

Oferecemos-lhe hepatoprotectores - uma lista de medicamentos de nova geração. Estes fundos são agora utilizados ativamente pelas principais clínicas para o tratamento da hepatite e outras doenças do fígado em todo o mundo:

  • Meios em cuja fórmula os componentes de origem vegetal predominam. Estes incluem: Hofitol, Silegon, Silibinin, Silimarina, Carsil Fote, Legalon, Pumpkin.
  • Medicamentos à base de aminoácidos: Choludexan, Ademetonin, Exhol, Ursosan, Ursoliv.
  • Preparações à base de componentes de origem animal: Hepatosan, Erbisol, Sirepar, Prohepar.
  • Suplementos e vitaminas para o fígado: Dipana, Hepatrina, Ovesol, Hepatotransit, Liv 52, Milona 10.
  • Medicamentos homeopáticos: Galstena, Hepel.
  • Fosfolipídios essenciais: Resalut, Gepagard, Essliver Forte, Essentiale Forte N, Essentiale N, Fosfonico.

Medicamentos voltados para pacientes jovens devem ser incluídos em um grupo especial. Nem sempre o fígado da criança consegue lidar corretamente com suas responsabilidades. Oferecemos-lhe hepatoprotectores para crianças, uma lista de medicamentos com eficácia comprovada:

  • Galsthen e Hepel (para recém-nascidos),
  • Essentiale, Duphalac (crianças de 3 anos),
  • Antral, Gepabene e Metionina (crianças com mais de 4 anos),
  • Ursosan, Karsil, Legalal (crianças dos 5 aos 12 anos),
  • Choleny (para crianças com mais de 12 anos).

O ramo da farmacologia não fica parado. Institutos de pesquisa e laboratórios especializados em todo o mundo trabalham incansavelmente para criar novas ferramentas que ajudem as pessoas a superar uma doença terrível. No entanto, não confie no progresso e se automedique. Você pode alcançar o resultado desejado e retornar a saúde somente se o medicamento for prescrito depois de passar por uma série de testes.

Um estudo detalhado da natureza da doença e escrupulosas seguindo as prescrições do médico assistente é uma garantia de que você será capaz de lidar com a doença, se livrar de sintomas desagradáveis ​​e esquecer os problemas associados com a saúde do fígado.

Prevenção de doenças do fígado

Você não quer ficar intrigado com a seleção de medicamentos para o tratamento de doenças do fígado? Recomendamos que você se familiarize com as regras básicas, cuja observância escrupulosa permitirá que você mantenha sua própria saúde.

Regra número 1. Recusa do álcool. O álcool é o primeiro inimigo do fígado. Um uso moderado de álcool, ou uma completa rejeição, lhe dará a oportunidade de nunca ficar intrigado com os problemas de saúde de um órgão vital.

Regra número 2 Proteção contra substâncias tóxicas. A grande maioria das drogas modernas de origem química é metabolizada no fígado. Neste caso, os componentes dos fundos têm um efeito prejudicial sobre a saúde do órgão. Tomar medicamentos de forma incontrolável, sem receita médica, não é absolutamente recomendado.

Regra número 3 Proteção contra vírus. Os grupos Hepatite B, C, D são transmitidos por contato direto com o sangue ou a linfa de um paciente infectado. Os vírus são resistentes ao meio ambiente, por isso não se esqueça da higiene pessoal. Para proteger contra o grupo da hepatite B pode ser um método de vacinação. No entanto, nem sempre a vacinação pode garantir 100% de segurança.

Regra número 4 Nutrição balanceada. A junk food pode provocar doenças inflamatórias da vesícula biliar e do fígado. Reduzir o risco de ocorrência e o desenvolvimento de doenças perigosas ajudará a nutrição adequada. Neste caso, você deve minimizar o consumo de alimentos gordurosos, fritos e condimentados.

Regra número 5. Prevenção atempada de doenças do sistema cardiovascular. Doenças dos órgãos do sistema cardiovascular podem provocar congestão venosa no fígado. Portanto, você deve monitorar o estado de saúde do coração, pressão arterial e seu próprio peso.

O cumprimento dessas regras simples lhe dará a oportunidade de evitar o risco de doença hepática.